Para recomeçar a vida, venezuelano quer oferecer aulas de tênis no Brasil

A experiência do venezuelano Armando Jose Nunez na área esportiva vem de sua formação em Educação Física. O profissional trabalhou durante anos como professor no estado de Carabobo (Venezuela), sobretudo com projetos esportivos e aulas de educação física em escolas públicas e privadas.

 

Armando, apaixonado por ciclismo, natação e tênis, este o seu esporte preferido, fez uma especialização para ensinar a prática de tênis. “Sempre fui esportista, sempre. O esporte me ensinou autossuficiência, autoestima”, ele diz. Durante a infância, ele se recorda de ter morado um tempo com sua avó, recebido educação católica, e sempre envolvido com atividades esportivas.

 

Chegou ao Brasil recentemente para reencontrar sua filha e sua esposa, que já viviam aqui. Ele conta que a filha fala muito bem português e atualmente se prepara para entrar na universidade pública. Armando está feliz por reunir a família novamente, seu desejo agora é voltar a trabalhar com esportes, quer ensinar as pessoas a praticar tênis. No entanto, para voltar a trabalhar como professor, Armando necessita de um equipamento para começar seu trabalho: um par raquetes e algumas bolas de tênis.

 

Ao procurar a Caritas SP, que conheceu por meio de uma indicação da igreja, falou com nossa equipe sobre esse desejo. “Tenho muita esperança de conseguir raquetes e bolas de tênis usadas para oferecer meus serviços como professor de tênis”, ele explica. No momento a Caritas SP não tem esse material para doar, mas se alguém se interessar em ajudar nosso amigo, basta entrar em contato com o Serviço de Acolhida e Orientação para Refugiados da Caritas SP (e-mail: comunicando@caritassp.org.br).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *